DESDE 1974

SAMBA dA
TREZE

EM BREVE O MELHOR SAMBA DE RUA DE SP ESTARÁ DE VOLTA

NOSSA LOJA

Camiseta Samba da Treze (logo)
R$79,90

Camiseta Samba da Treze (logo)
R$79,90

Cropped Samba da Treze (logo)
R$69,90

Camiseta Manga longa Samba da Treze (logo)
R$89,90

Moletom Samba da Treze (logo)
R$179,90

Totebag Samba da Treze (logo)
R$49,90

Totebag Samba da Treze (logo)
R$49,90

Botton  Samba da Treze (logo)
R$9,90

Bermuda Samba da Treze (logo)
R$99,90

Shorts Moletom Samba da Treze (logo)
R$99,90

Shorts Moletom Samba da Treze (logo)
R$99,90

Shorts de Tactel Samba da Treze (logo)
R$85,90

Calça de Moletom Samba da Treze (logo)
R$159,90

Caneca Samba da Treze (logo colorido)
R$52,90

Caneca Samba da Treze (logo preto)
R$52,90

HISTÓRIA

O grupo Madeira de Lei, ”Samba da Treze”, se apresenta há dez anos, todas às sextas-feiras na Rua Treze de Maio, no Bixiga. Em sua trajetória o grupo se apresentou com ícones do samba como Beth Carvalho, Jorge Ben Jor e Benito de Paula, além de acompanhar durante um longo período o sambista Djalma Pires. Recentemente se apresentou com Osvaldinho da Cuíca, um dos maiores nomes do samba nacional e primeiro Cidadão Samba da Cidade de São Paulo em vários shows e teve participação especial no curta “Eu Sou o Bixiga”, exibido no Itau Cultural. Participa ainda, todos os anos, das comemorações do Aniversário de São Paulo e Festival do Aniversário do Bixiga.

O Madeira de Lei Faz apresentações em eventos sociais e coorporativos na capital, interior de São Paulo e outros estados.

O grupo também se caracteriza pelos seus trabalhos beneficentes em escolas publicas, no bairro do Bixiga e região central e em comunidades da cidade São Paulo, além de realizar campanhas de conscientização como: Natal Feliz das Crianças, Cidade Limpa, Campanha do Agasalho, Consumo Sustentável.

A trajetória do grupo é fonte de pesquisa de várias universidades como Mackenzie, Anhembi Morumbi, USP, entre outras.

APOIO

PADARIA ITALIANINHA

História é o que não falta. A Famiglia Franciulli já está no Brasil há mais de cem anos sempre ligada ao pão.
 
Os imigrantes desta família chegaram no final do século passado, instalaram-se no Bixiga e começaram a produzir e viver do pão italiano. Destes tempos ouvem-se muitos episódios ligados às tradicionais famílias italianas, das entregas em domicílio feitas em carroças, as conversas de final de tarde nas cadeiras em calçadas, ao pão que unia e une o imigrante ao povo que tão bem o acolheu.
 
Com o passar dos anos o Bixiga mudou muito, mas continua em seu lugar de sempre a centenária Padaria Italianinha, com seu velho forno, sua história e tradição. Fundada em 1896, a hoje Italianinha se chamava Lucânia em homenagem a região da Basilicata na Itália, cidade de origem do seu fundador Felipe Poncio. Na época a Padaria se estendia até a metade da rua; porém, com o desenvolvimento urbano, na década de 60 a Rua Rui Barbosa foi alargada e uma parte da Padaria desapropriada.
 
Neste momento  a familia Franciulli passou a administrar essa pequena e maravilhosa padaria. Na Italianinha a a preocupação em manter-se fiel às raízes italianas é constante, o forno é o mesmo desde sua fundação e os pães são elaborados de forma artesanal, com fermentação natural, respeitando a receita trazida da Itália há mais de cem anos.
 
Hoje em dia, com tudo tão diferente, com mudanças de comportamento e de valores, não se deve perder de vista um pedacinho de nossos antepassados que existe em cada um de nós, a ousadia e coragem de lutar por um honrado objetivo, o de trabalhar e permanecer presente, mesmo após tantas lutas e obstáculos. “Respeitar a tradição e a história é respeitar a si mesmo”.

RECEBA NOVIDADES

Fiquem por dentro de todas as novidades sobre o SAMBA DA TREZE.